Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

A história do teatro confunde-se com a própria história da humanidade. A arte de representar encontra a sua origem nas situações vividas pelo próprio ser humano que, por religiosidade, louvor, prestígio, entretenimento, registo ou simplesmente pela pura expressão artística, apresenta os seus sentimentos de um modo muito parecido ao mundo real.

 

Existem varios tipos de Teatro:

 

O teatro grego

   O género teatral nasceu na Antiguidade Clássica, mais concretamente na Grécia, e manteve-se até hoje como um género apreciado pelo público.

    Nas suas origens, o teatro esteve vinculado com os rituais celebrados em honra de Dionisio, deus do vinho, da vida e da alegria. 

 

O teatro romano 

   No ano 240 a.c., Lívio Andronico inaugorou o teatro romano, ao representar em Roma uma obra traduzida do grego. Com o tempo, todas as festas oficiais incluíam representações teatrais, representadas sob a protecção de Apolo.

 

O teatro medieval 

   O teatro medieval foi essencialmente religioso. Inicialmente confundido com a liturgia, era representado nos templos e interpretado por eclesiásticos(sec.X e XI). A partir do sec. XI, as línguas latinas perderam algum prestígio face às linguas românticas, ao mesmo tempo que foram aumentando nas peças teatrais as referências a temas profanos.

 

O teatro romântico

   O séc. XIX caracterizou-se pelo aparecimento de um repertório e puboico burguês, para além da importância concedida ao actor. Em contraponto à tragédia clássica, o teatro romântico impôs o drama histórico, acabando por se tornar uma mistura de géneros e abandonar as regras clássicas de unidade de espaço e de tempo. Caracterizou-se por uma tendência para o exotismo e para o artificialismo.

 

O teatro realista   

   No final do séc. XIX, começou-se a reagir contra os excessos românticos, defendendo-se um teatro realista ou naturalista. A característica mais marcante deste novo género foi que os autores e as companhias se libertam do caractér comercial e social, criando e representando obras á margem dos imperativos  económicos e da censura. O norueguês Henrik Ibsen (1828-1906) e o sueco August Strindberg (1849-1912) foram os pioneiros deste genero.

 

O teatro moderno

   O teatro moderno apresentou duas tendências essênciais: uma arte militante e comprometida, cujo maior representante é Brecht; a outra, uma estética que regeita o progresso dramático e que explora as situações até um ponto absurdo desintegrando a linguagem. Contudo, continuou a pôr-se em cena as preocupações sociais e existêncialistas do ser humano: desde Luigi Pirandello até Arthur Miller, passando por Eugéne lonesco e Samuel Beckett. 

 



publicado por logicasemsentido às 10:57 | link do post | comentar | favorito

Neste blog poderão encontrar informação sobre o teatro. Onde se originou, os vários tipos de teatro, a sua história, as suas características, (...). Brevemente novos posts.
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Ultimo Post deste blog!

ALMEIDA GARRET

Saber mais sobre Teatro

Os principais autores gre...

Os géneros teatrais

Dicionário do Teatro

Teatro em Portugal no tem...

História do teatro

Definição/ origem do Teat...

arquivos

Março 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

blogs SAPO
subscrever feeds