Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

Os géneros teatrais variam consoante a cultura e a época na qual estão inseridos. A tradição clássica conduziu a dois géneros teatrais distintos: a tragédia e a comédia. Com o passar do tempo outros ganharam protagonismo, como é o caso do drama e da trágicomédia (que mistura elementos de ambos), entre outros.

 

Tragédia - Na sua obra poética, Aristóteles defeniu a tragédia como a imitação de uma acção nobre que não é narrada, mas sim interpretada por actores, escrita numa linguagem elegante; desenvolve uma história sóbria, protagonizada por personagens de linhagem nobre, em que o protagonista é arrastado para um destino fatídico, o Fatum 

 

Revista - é um género de teatro, de gosto marcadamente popular, que teve alguma importância na história das artes cénicas, tanto no Brasil como em Portugal, que tinha como caracteres principais a apresentação de números musicais, apelo à sensualidade e à comédia com críticas sociais e políticas, e que teve seu auge em meados do século XX

 

Teatro de revista

 

Musical - é um estilo de teatro que combina música, canções, dança, e diálogos falados.

 

Monólogo - é um longo discurso pronunciado por uma única pessoa, em que o personagem mostra os seus pensamentos e emoções, sem se dirigir a um ouvinte específico. 

 

Farsa - é uma peça teatral, caracterizada por personagens e situações caricatas. Difere da comédia e da sátira por não se preocupar com o questionamento de valores.

 

Drama – é usado como definição genérica de filmes, cinema, telenovelas, teatro. Um drama não é mais que um romance na sua forma máxima de síntese possível. 

 

Comédia - é o uso de humor nas artes cénicas. Também pode significar um espectáculo que recorre intensivamente ao humor. De forma geral, "comédia" é o que é engraçado, o que faz rir. 

 

Auto - teve a sua origem na Idade Média, na Espanha , por volta do século XII. Em Portugal, no século XVI, Gil Vicente é a grande expressão deste género dramático. 

 

Teatro de Fantoches - é o termo que designa a apresentação feita com fantoches, marionetes ou bonecos de manipulação, em especial aqueles onde o palco, cortinas, cenários e demais caracteres próprios são construídos especialmente para a apresentação. 

 

 

Teatro de fantoches no Brasil.



publicado por logicasemsentido às 10:26 | link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De jessica a 18 de Junho de 2012 às 22:19
o mais divertido q acho e a komedia


Comentar post

Neste blog poderão encontrar informação sobre o teatro. Onde se originou, os vários tipos de teatro, a sua história, as suas características, (...). Brevemente novos posts.
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Ultimo Post deste blog!

ALMEIDA GARRET

Saber mais sobre Teatro

Os principais autores gre...

Os géneros teatrais

Dicionário do Teatro

Teatro em Portugal no tem...

História do teatro

Definição/ origem do Teat...

arquivos

Março 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

blogs SAPO
subscrever feeds